Bicicletários Imaginários: Junho 2015

terça-feira, 30 de junho de 2015

Dias maravilhosos no Rio de Janeiro-RJ

Mal desembarquei no Aeroporto Santos Dumont e fui correndo alugar uma bicicleta... 

[Praça Salgado Filho. Escultura em mármore, intitulada "Solar Wind Surfer"
do Artista Dinamarquês, Jesper Neergard, 2001.]

 Visitei o Museu de Arte Moderna...


 [Theatro Municipal do Rio de Janeiro]

Saí pedalando em direção a Cinelândia,  para descobrir que ônibus deveria pegar para o meu Hostel... Para minha felicidade, tem ciclovia por tudo... e bicicletários também!!! Pedalei sorrindo por tudo feito uma boba, apaixonada... Também, não pude deixar de reparar a quantidade alta de policiamento nas ruas. Me senti bastante segura.
 



Consegui me localizar, peguei o ônibus com destino ao Pontal Hostel, na Praia Pontal... [Ah, observando o caminho, vi o quando nossa Porto Alegre é minúscula!!! heheheh]


Bom, lá cheguei por volta das 19h, fiz amizades... jantamos e fomos descansar... 


E na frente do Hostel não tem avenida, mas sim calçadas e ciclovia...
 

Na manhã seguinte, caminhamos pela via compartilhada com ciclistas até o Parque Municipal da Prainha. Lugar abençoado!!! Energia única!!!




No caminho, diversas bicicletas estacionadas... algumas com materiais de pesca e muitas outras com suportes geniais para carregar pranchas de surf...



No sábado, fui ver até onde eu conseguiria ir de bicicleta: percorri a orla, do pontal à Barra da Tijuca...


[De um lado a Lagoa de Mapendi, do outro, a avenida e a praia da Barra da Tijuca.Vi muitos lagartos correndo a ciclovia...]



Parei um pouco para pedir informações, beber água e comer um açaí...



Fui até a Avenida das Américas para conhecer algumas lojas... Fiz mais lindas amizades... Na sequência, peguei um ônibus para atravessar os viadutos e prossegui o caminho de bicicleta até a Urca...


...Onde encontrei um grupo super bacana, o Geotrilha RJ [indico muitoooo!!!],  que me convidou para fazer uma trilha para o Pão de Açúcar...



Devolvi a bicicleta para o terminal e me entreguei para aquele momento. Foi inesperadamente mágico!!! Foi lindo!!! Uma família de micos nos acompanhou até o final da trilha... Apreciamos a vista, nos alimentamos e descemos o Pão de Açúcar de bondinho.


Nos divertimos muito!!! Fomos até o terminal de ônibus, nos despedimos e voltei para o hostel... Na manhã seguinte: a despedida... Arrumei as malas, tomei café, peguei o ônibus com um amigo e fomos para o centro. Comemos umas bergamotas, fizemos o check in e fomos conhecer a pista do Aeroporto Santos Dumont...




Voltamos para o aeroporto para almoçar, pois não encontramos qualquer lugar aberto nas imediações. Me despedi do amigo, pois ele iria embarcar naquele momento e eu, horas depois...


Voltei faceira para a rua, peguei uma bike e fui dar uma volta no Parque do Flamengo, para me despedir...


Sobre as ciclovias? Elas são compartilhadas com as pessoas que caminham e correm. O que eu achei bem justo, pois a prioridade é do pedestre: o maior protege o menor. Me senti muito mais segura pedalando no Rio, do que sinto ao transitar em Porto Alegre.


O Cristo? O Niterói? Ateliers? Museus? Cafés? E tantos outros lugares bacanas? Pessoas? Amei tudo que vi, as pessoas maravilhosas que conheci, tudo que vivenciei! Fiquei com aquele gostinho de quero mais e aquela vontade imensa para voltar, pedalar e viver mais e mais o Rio de Janeiro...<3



[*Optei por não levar alguma das minhas bikes, pois onde reservei a hospedagem era muito longe do centro, no Pontal, lá no Recreio... não conseguiria passar nos túneis de bicicleta. Mas aprendi: da próxima vez ficarei no Bairro Santa Teresa e já comprei um mala-bike para carregar uma das minhas magrelas. ;) ]

 [Faceira durante a trilha...<3 ]

sábado, 6 de junho de 2015

Fui perguntar...

...,para o segurança do supermercado, onde estava localizado o bicicletário... e ele disse que eu poderia prender a bicicleta nesta grade.



Admito que gostei deste bicicletário imaginário, pois é melhor do que muitos bicicletários que tem por aí!!!